Main

May 2, 2008

Quadrinhos de graça, tradição anual

Só um toque rapidinho... amanhã é "Free Comic Book Day", portanto se você mora nos EUA, dirija-se à loja de quadrinhos mais próxima para pegar os seus exemplares.

February 16, 2008

Freakangels (HQ online)

freakangels.jpg

O Warren Ellis, um dos meus autores de quadrinhos preferidos (responsável pelos excelentes "Planetary", "Strange Kiss", "Global Frequency" e "Black Summer", entre outras coisas), começou uma série em quadrinhos online, gratuita, chamada "Freakangels". O primeiro episódio já está no ar.

January 11, 2008

Por isso é que parei de ler HQ de super-heróis

Faz mais ou menos um ano e meio atrás, a Marvel decidiu fazer um daqueles eventos que afetam o universo inteiro deles, e lançou a mega-série "Guerra Civil".

Nela, o governo cria leis forçando os super-heróis a se cadastrarem (revelando a identidade secreta deles para o governo) ou serem declarados ilegais, caçados e aprisionados. Peter Parker, o Homem-Aranha, incentivado por Tony Stark, o Homem de Ferro, revela a sua identidade publicamente na TV. Isso causa a maior complicação, obviamente, para o ineliz e a família dele (a tia May e a Mary Jane, com quem ele estava casado). E isso vem rolando desde então.

O problema é que essa zona toda acabou complicando tanto que a Marvel decidiu que não dava para continuar tocando o barco assim. Só que como é que eles iam desfazer a idéia de jirico que foi revelar a identidade do Homem-Aranha? Quem poderá nos ajudar?

A solução: o Peter Parker faz um pacto com o demônio. Sério.

Para salvar a vida da tia May, que foi baleada, Peter faz um acordo com Mefisto (o demônio do universo Marvel), que em troca exige as lembranças da vida de casado de Peter Parker. A explicação meia boca é que no fundo, no fundo, o espírito do Peter ia se lembrar do que perdeu e sofrer pela eternidade. Ceeeerto...

O resultado é que ele acorda de manhã, e os últimos 20 anos de história do Homem-Aranha não aconteceram. Ele não se casou, ainda mora com a tia May, o Duende Verde não morreu, e o mais importante, ninguém se lembra que ele revelou sua identidade na TV... os que se lembram não conseguem se lembrar da cara da pessoa por trás da máscara.

Os fãs do quadrinho estão revoltadíssimos com isso, estão propondo boicote, etc, o que não me espanta. O que me espanta é que eles não desistiram de ler essas séries antes. Todo ano, tanto a Marvel quanto a DC fazem esses eventos que bagunçam completamente os universos deles, se colocam numa situação difícil de manter e daí arrumam um jeito mágico de reverter tudo para como estava antes. Lembram da morte do Super-Homem, por exemplo, ou mesmo da desgraça que foi a saga do clone do Homem-Aranha (que por sinal aparente desapareceu junto com o casamento dele)?

Como eu disse no título do post, é por essas e outras que não leio mais HQ de super-heróis já faz um bom tempo. Cansou a minha beleza.

Leiam mais no Omelete: aqui, aqui e aqui.

December 20, 2007

Laerte

Eu gosto muito das tiras do Laerte, especialmente das tiras "independentes" (que não são de personagens fixos como os Gatos ou os Piratas do Tietê), porque são inteligentes... você precisa ser educado para entender muitas delas.

Achei esta quando fui ao Brasil, numa daquelas revistas que são distribuídas no avião, e trouxe comigo para colocar aqui no blog. Demorou, eu sei. :-)

Cliquem na imagem para ver a versão maior.

http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2958/hercules-thumb.jpg

July 12, 2007

Ninja!

Comecei a ler a série em quadrinhos "Path of the Assassin", da dupla Kazuo Koike e Goseki Kojima.

Os nomes soam familiares? Deveriam, pois são os autores das séries "Lone Wolf and Cub" e "Samurai Executioner", que já foram assunto deste blog aqui e aqui, respectivamente.

Essas duas outras séries tem como personagens principais um ronin e um samurai, mas "Path of the Assassin" é a história de um ninja, que entra à serviço de um nobre adolescente que viria a se tornar Ieyasu Tokugawa, o primeiro Shogun do Japão.

Estou só no primeiro volume ainda (já saíram 9, eu marquei touca e não fiquei sabendo antes), mas o estilo é o mesmo das outras séries, pelo que quero dizer que é excelente. Altamente recomendado, Koike e Kojima eram (o Kojima já morreu) os mestres desse gênero de quadrinhos.

O quê? Não sabe o que é um ninja? Bom, você pode tentar este link então. :-P

June 1, 2007

Já nas bancas!

A edição de número 122 da revista "Dragão Brasil" já deve estar nas bancas no Brasil. Nela, vocês vão achar um artigo muito interessante: um guia de sobre o que fazer numa invasão de zumbis. O autor? Adivinhem... ;-)

Vocês podem ler o começo do artigo neste link, mas para lerem o resto terão que comprar a revista mesmo. Recomendo a compra, pois essas informações podem vir a ser de extrema valia.

July 16, 2006

Zumbis para quem precisa de zumbis

zumbi.jpgComo diz o velho ditado, tudo fica melhor com zumbis. Então...

Se o seu lance é jogo de tabuleiro, aqui tem um jogo de zumbis, gratuito. É só imprimir e jogar. Se você não tem miniaturas, pode baixar uns marcadores neste link aqui.

Gosta de quadrinhos? Aqui tem um online. Com zumbis, claro.

Animação com zumbis? Claro que tem também... olhe aqui.

Quer saber mais sobre como os zumbis funcionam? Aqui tem um artigo. Inclusive tem dicas sobre o que fazer no caso de uma invasão de zumbis.

É música que você curte? Olha aqui um clipe musical com garotas zumbi num lava-rápido (wmv, 10.8 Mb).

Satisfeito? ;-)

May 6, 2006

Pilhagem!

Meu saldo do Free Comic Book Day... 22 revistas e 2 miniaturas de Heroclix. Tudo na faixa!

Isso sim é que é pilhagem... arrrrr!

http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2876/comics1-thumb.jpg http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2876/comics2-thumb.jpg

May 5, 2006

E tome mais quadrinhos de graça!

Amanhã é "Free Comic Book Day" aqui nos EUA. Dirijam-se à loja de quadrinhos mais próxima e peguem os seus exemplares!

January 30, 2006

Dia Nacional dos Quadrinhos

Hoje, dia 30 de janeiro, é o Dia Nacional dos Quadrinhos no Brasil. Êêêêê! Pena que no Brasil eles não distribuem quadrinhos de graça como fazem aqui. :-)

Mas já que não tem revista de graça para comemorar a data, pelo menos é a estréia da coluna semanal online sobre quadrinhos, "HQ Além Dos Balões", do meu amigão Fábio.

January 13, 2006

Desenhando a Batgirl

batgirl.jpgAparentemente, hoje é dia de desenhar a Batgirl no LiveJournal. Milhares de usuários já postaram as versões deles. Eu e a Lydia já estamos aqui faz mais ou menos uma hora olhando...

A lista completa está aqui. Tem muitos desenhos excelentes lá (e montes de tranqueiras também, claro).

Como não sou usuário do LiveJournal e já está tarde, não vou participar... mas achei interessante e decidi postar para vocês verem. ;-)

November 16, 2005

Leitura da semana

E esta semana estamos lendo Huckleberry Finn, de Mark Twain, enquanto dirigimos de parada para parada.

Quero dizer, o Pete está lendo. Ele é muito bom com sotaques, então lê a história com sotaque sulista, fazendo vozes para os personagens. Infelizmente não tenho como gravar... é muito engraçado. Daria um audiobook de primeira.

Quem disse que ferrar cavalo não é cultura? ;-)

May 6, 2005

Mais quadrinhos de graça

Como tem acontecido todo ano, amanhã é Free Comic Book Day, o dia de ganhar quadrinhos de graça!

Os felizardos que moram nos EUA podem se dirigir às lojas de quadrinhos mais próximas e pegar o seu booty! Arrrrrrr!

March 7, 2005

Pensando com meus botões...

superman.gifEstava pensando hoje no chuveiro... se o Super-Homem realmente existisse, ele não teria aquele físico marombado que tem nos quadrinhos.

Ele seria... gordo!

Pensem bem. Além de voar para todo lugar que vai, o que para ele não requer esforço físico, o cara consegue levantar um navio cargueiro pesando trocentas mil toneladas com uma mão nas costas. Para alguém tão forte assim, as atividades do dia-a-dia seriam equivalentes a repouso absoluto, algo do tipo ficar deitado na cama sem se mexer. Afinal, andar no escritório, arrastar cadeiras ou levantar objetos comuns (ou até mesmo carros, se ele quisesse) não significam nada para músculos que conseguem mover montanhas.

Mesmo os eventuais vilões ou bandidos que ele prende esporadicamente não significam nada. Por exemplo, uma quadrilha assaltando um banco. Super-homem decola, aterrisa no local, agarra os elementos, sai voando, deposita eles na delegacia, levanta vôo novamente e vai embora. Total de calorias queimadas com todo esse esforço físico: 0,00000000001 calorias.

Agora imaginem o que aconteceria com alguém que vivesse praticamente o tempo inteiro nesse nível de exercício físico diário. A pessoa viraria um balão rapidinho. Não estou certo? ;-)

December 6, 2004

Lendo com os ouvidos

Já faz um tempo que a gente anda ouvindo audiobooks, que são livros lidos por um ou vários atores. A maior parte, pelo menos dos que a gente pega, são versões na íntegra.

A gente pega os audiobooks, em CD, na biblioteca e escuta durante os nossos trajetos para o trabalho e de volta para casa. Desta maneira, passamos o tempo e aproveitamos para "ler".

O que é legal é que a gente tem pego montes de livros que não pegaria para ler normalmente, porque a escolha é um pouco limitada. Eles tem centenas de livros em CD, mas a demanda é grande então a maioria está sempre emprestada.

Eu sempre senti muita falta de pegar transporte público para ir trabalhar, pois quando fazia isso em SP eu sempre estava lendo montes de livros. Desde que vim para os EUA, eu sempre tive que dirigir. Agora posso voltar a aproveitar o esse tempo perdido. :-)

Estou atualmente ouvindo no carro "The Eyre Affair" e peguei hoje "The Fellowship of the Ring" para ouvir em seguida.

November 6, 2004

Pólvora, traição e intriga

Remember, remember the fifth of November,
gunpowder, treason and plot,
I see no reason why gunpowder treason
should ever be forgot.

Hoje fomos a uma festa de "Bonfire Night", na casa do Bob, um dos ferradores para quem trabalho.

Em 1605, um grupo de conspiradores liderados por Guy Fawkes tentou explodir o Parlamento inglês. O plano fracassou, mas até hoje o dia 5 de novembro é lembrado pelo povo inglês com fogueiras, fogos de artifício e "malhação de Judas" com um boneco que neste caso é do Fawkes.

Para quem leu "V de Vingança", isto deve soar bem familiar, não? O personagem V é inspirado em Fawkes e se veste como o mesmo.

No caso do Bob, a coisa toda começou com uma festa suspresa de aniversário para uma inglesa amiga dele, mas acabou se tornando tradição. Aparentemente quase todos os anos eles reúnem os amigos e acendem uma fogueirona imensa. Segundo a mulher dele, em anos passados eles tiveram fogos de artifício e até mesmo o boneco.

Para a gente estava meio chato porque não tinha ninguém (além dos anfitriões) que eu conhecia e a festa não estava muito animada, por causa da depressão geral após o fiasco das eleições... eles quiseram manerar nas manifestações políticas. Quem sabe no ano que vem melhora.

September 9, 2004

Barganhas

Hoje nós resolvemos entrar num brechó que tem aqui atrás de casa para dar uma olhada. Já havíamos passado por lá várias vezes para fazer doações, pois o brechó faz parte de uma organização que arrecada dinheiro para abrigos de mulheres vítimas de violência doméstica, mas nunca tínhamos entrado na loja propriamente dita.

E não é que eles tem uma seção bem grande de livros? A organização é praticamente "aleatória", com apenas uma separação mais ou menos por gênero, então não consegui ver tudo nos 10 minutos que tinha até a loja fechar. Mas já descobri onde serão as minhas futuras compras de livros... :-)

Comprei:

- The Folk Of The Fringe (de Orson Scott Card, paperback, 306 pg) por $0,50
- Ender's Game (de Orson Scott Card, paperback, 357 pg) por $0,50
- Three Complete Novels (de Dean Koontz, hardcover, 737 pg) por $0,75

Também compramos um salt pig feito à mão na roda de oleiro, muito provavelmente no mesmo lugar onde a gente cursou cerâmica (deduzimos isso por causa do verniz que foi usado nele), por mero $1,00.

É tão bom comprar coisas bem baratinho... :-P

September 7, 2004

Onde "1984" e "Star Trek" se encontram

Desde a semana passada eu venho ouvindo o audiobook de "1984" enquanto dirijo, indo e voltando do serviço.

Hoje eu cheguei em uma parte do livro onde, durante uma interrogação, o interrogador mostra 4 dedos da mão e tenta fazer com que o interrogado veja 5 dedos através do uso de uma máquina que provoca dor intensa pela simples manipulação de um controle. Onde é que eu tinha visto isso antes?

Não precisei pensar mais que alguns segundos para descobrir... foi em um episódio duplo de "Star Trek: The Next Generation" chamado "Chain of Command" (parte 1 e parte 2). Nesse episódio, o Capitão Picard é preso e passa pela mesmíssima sessão de tortura, só que ao invés de dedos, são usadas 4 luzes.

Achei fantástico. Para mim, só confirma duas coisas: que "1984" é realmente um clássico daqueles que não perdem a força com o passar do tempo e que ST:TNG realmente uma série de televisão de alto nível, do tipo que já não se faz mais hoje em dia. Recomendo ambos.

August 6, 2004

Antes de Itto Ogami...

Decapitador Asaemon...havia o Decapitador Asaemon.

Itto Ogami é o Lobo Solitário, o assassino do carrinho de bebê, a criação lendária da dupla Koike e Kojima, um mangá que gerou um monte de filmes e adaptações para TV e inspirou derivações e cópias desde que foi publicada na década de 70. Eu já falei um pouquinho sobre isso antes, neste post aqui.

Mas, antes de criarem Ogami, a dupla já havia criado o personagem Kubikiri Asa, o Decapitador Asaemon, o samurai responsável pelo teste de todas as espadas dos daimyô e do Shôgun. Para os que leram a série do Lobo Solitário, o nome deve soar familiar: o Decapitador Asaemon encontra e enfrenta Itto Ogami durante a série.

Em 1995, Koike e Kojima escreveram uma série em quadrinhos contando a história de Kubikiri Asa, desde a sua nomeação como testador de espadas do Shogun até seu encontro com Ogami. A Dark Horse, editora de quadrinhos americana, começou esta semana a publicar a saga aqui nos EUA sob o nome de "Samurai Executioner", em 10 volumes de 300+ páginas.

Para os fãs do trabalho da dupla e da série do Lobo Solitário, essa notícia é um presente de Natal em pleno Agosto. Já estou aqui com o primeiro volume da série, lendo devagarinho para durar bastante... ;-)

-x-

Parágrafo bônus: os leitores mais velhos talvez se lembrem do início da extinta TVS (a primeira rede de TV do Sílvio Santos, que eventualmente virou o SBT), quando eles passavam às segundas-feiras à noite uma série chamada "Samurai Fugitivo". Essa série não era nada mais do que uma das adaptações para a TV do mangá do Lobo Solitário. Procurei durante anos mas infelizmente nunca consegui encontrá-la para vender... mas pelo menos tive a oportunidade de assistí-la quando criança. Inesquecível.

July 1, 2004

Quadrinhos de graça, de novo!

Lembram quando as lojas de quadrinhos daqui distribuíram revistas de graça no ano passado?

Este ano elas vão atacar novamente. O "Free Comic Book Day 2004" acontece neste sábado.

Quem mora nos EUA pode procurar o endereço da loja mais próxima no link acima e ir buscar as suas revistinhas. São somente alguns títulos que serão distribuídos, mas mesmo assim... de graça até injeção. :-)

June 9, 2004

Para usar como referência

Um dos vizinhos aqui está se mudando e ele fez um "garage sale" no domingo. Ele tinha um monte de livros lá para vender então eu comprei todos os que me interessavam por $1 (preço pelo lote todo).

Tinha lá dando sopa uma bíblia, então eu achei que pelo preço valia à pena pegar, para eu ter aqui em casa como referência. Além do mais, eu preciso ler o livro de capa à capa novamente, já que volta e meia aparece alguma discussão sobre isso.

O interessante é o título: "Holy Bible - The New Revised Standard Version, Catholic Edition". Ou seja, além de ser uma nova versão, foi revisada e depois ainda foi alterada para ser a edição católica. Na capa de trás, em letras grandes, o anúncio "A New Standard".

Inspira muita confiança mesmo, já que supostamente isso é a "palavra verdadeira" de Deus, imutável e inerrante. Como pode ser "verdadeira" se tem um zilhão de versões diferentes, cada uma clamando para si a distinção de "versão correta"?

E ainda tem gente que tem a capacidade de achar que o bagulho é literal. Tsk, tsk, tsk.

May 13, 2004

Deixados para trás

Estou devendo este post faz tempo.

Como eu prometi, peguei a série "Left Behind" para ler. Na verdade eu peguei os dois primeiros da série juvenil e o primeiro da série regular.

Já terminei de ler tudo. O que dizer depois dessa experiência iluminadora... que o sangue de Jesus tem poder?

Eu me senti, na verdade, lendo um dos livretinhos de crente do Jack Chick, só que esses tinham muito mais páginas.

A Dani disse que não havia muita pregação na versão juvenil, mas eu acho que ela se enganou. Eles não passavam dois parágrafos sem mencionar Deus ou Jesus, falar como eles nos amam e ficar batendo na tecla que os garotos tinham que se converter. Pelo menos é assim nos dois primeiros volumes da série.

A maneira como eles caracterizam os não-crentes, especialmente os ateus, como covardes, egoístas e desonestos, assim como o fato de que segundos após você se converter você vira uma pessoa boa, ao mesmo tempo em que insistem que não se precisa ser bom para se salvar, são particularmente interessantes.

Eles pegam pesado mesmo, especialmente se considerarmos que quem vai ler é jovem e mais facilmente doutrinável, uma vez que normalmente já são criados acreditando no deus cristão, embora não sejam necessariamente crentes.

A versão adulta é um pouquinho mais leve na pregação (mas ela está lá pelo livro todo).

Uma das coisas que me chamou a atenção na versão adulta é que como os autores são safados. Durante a leitura, as perguntas óbvias vêem à cabeça, por exemplo, "se Deus é tão bom assim, por que deixa essas coisas acontecerem". Essas perguntas são feitas por personagens, mas as respostas nunca são dadas, as outras pessoas só desconversam. Mas do jeito que o texto é escrito, fica a impressão de que essas dúvidas foram abordadas, se você não prestar muita atenção. Very sneaky.

Outra coisa engraçada que não é necessariamente limitada a esses livros, mas sim é uma opinião generalizada dos crentes, é que ninguém que conhece a bíblia consegue deixar de acreditar nela. Todo mundo nos livros que é deixado para trás, os ateus, outras modalidades de cristãos e mesmo os crentes meia-bocas, nunca tinham realmente prestado atenção na bíblia, mas no momento em que alguém explica tudo para eles, a tal "verdade" fica clara. Esse é um tema comum nas tirinhas de crente, e sempre me deixa perplexo. Esses crentes tem deficiências cognitivas sérias.

Apesar da versão adulta ser ligeiramente mais tolerável, achei muito fraquinha como história de ficção, e não pretendo pegar os outros volumes para ler. Não vale à pena tolerar a pregação toda para chegar no pouco conteúdo interessante.

April 22, 2004

Apocalipse na literatura juvenil

Alguém já ouviu falar sobre a série de livros de ficção/horror cristã "Left Behind", que conta a história do Apocalipse, quando os verdadeiros cristãos são levados embora para o céu enquanto a corja humana (judeus, muçulmanos, ateus, etc) entra pelo cano?

Aqui esses livros infestam a sessão juvenil da biblioteca pública, por exemplo, e eu já tive que convencer meu sobrinho a não pegá-los emprestado. O menino ia levar porque a capa era legal... ia levar gato por lebre e sofrer lavagem cerebral no processo.

Hoje um amigo meu mandou este link para um artigo que fala sobre o último volume da série e sobre esse tipo de literatura em geral e o seu avanço aqui no mercado americano.

Esse é o tipo de coisa que me faz pensar que minha vida aqui nos EUA será forçada a terminar num futuro não muito distante. Vou ter que sair daqui ou então aceitar morar numa teocracia nada diferente das existentes hoje em dia no Oriente Médio, onde eu como ateu (e imigrante) serei no mínimo legalmente discriminado, se não criminalizado...

Canadá, aqui vou eu!

Em tempo: depois que escrevi o post eu fiquei pensando... eu mesmo não li os livros e só sei do que se trata através de terceiros, então vou à biblioteca amanhã ou durante o fim de semana e para pegar os primeiros volumes do diacho da série. Assim posso falar por experiência própria, coisa que eu prefiro.

February 24, 2004

Vivendo no planeta Duna

Todo dia de manhã eu me sinto como se fosse um Fremen andando pelos desertos do planeta Duna.

Para quem não leu o livro, Duna (ou Arrakis) é um planeta inteiramente desértico, onde vivem os Fremen, humanos descendentes dos emigrantes que abandonaram a Terra milênios antes do início do romance. Nesse planeta existem os vermes da areia, criaturas enormes que são atraídas por vibrações ritmicas. Qualquer pessoa andando pelo deserto tem que disfarçar o ritmo dos passos, fazendo eles parecerem barulhos rotineiros do deserto sem qualquer cadência definida, ou então se arrisca a ser devorado pelos vermes.

Mas o que tem isso a ver comigo?

Bom... as casas aqui nos EUA são de madeira, então você ouve as pessoas se movimentando pela casa, especialmente se você está no andar abaixo delas. Sou eu quem normalmente vai de manhã descobrir a gaiola dos papagaios e dar o café da manhã deles, então os bichos já conhecem o barulho dos meus passos e, quando me escutam andando lá em cima no quarto, começam a maior gritaria. A Lydia pode andar à vontade que eles normalmente não ligam.

Para evitar ter que descer assim que levanto, então, eu fico brincando de Fremen. Arrasto o passo, mudo o jeito que o meu peso assenta sobre os pés, altero a cadência, etc, para os papagaios não reconhecerem o barulho e não acordarem. Assim eu posso me trocar, ir ao banheiro e escovar os dentes em paz... :-P

December 8, 2003

Promessa é dívida

Finalmente, depois de 9 meses, mandei o último pacote com os livros que libertei.

Promessa cumprida, voltamos à nossa programação normal.

Só um porém. Não acho que vai haver outra alforria de livros, pois sai a maior grana para mandar os livros para o pessoal. E além disso, até agora eu só recebi um livro em troca... :-(

September 10, 2003

Liberte um livro?

A Helô me avisou sobre uma campanha que está rolando pela internet, incentivando o pessoal a libertar um livro no aniversário do atentado de 11 de setembro.

A idéia é, para mim, interessante. Mas ao mesmo tempo me deixa ligeiramente... irritado?

Boa parte dessa reação é por causa do Jorge Moita, claro, que vai usar o aniversário da data como mais uma oportunidade para manter acesa a chama desse "patriotismo" deturpado que ele incentiva.

Por outro lado, com a paranóia típica que rola por aqui, é bem capaz do pessoal achar que livros abandonados por aí sejam bombas, estejam "contaminados", ou sei lá que outra idéia besta. Então muitos deles podem acabar no lixo.

Pessoalmente acho que não vou participar dessa não. Para falar a verdade, eu ainda estou com uma caixa de livros na sala para mandar para o Brasil, tenho que cuidar de libertar esses primeiro, antes que o pessoal comece a reclamar... ;-)

Quadrinhos de piratas

Hoje sai a primeira edição da revista em quadrinhos "El Cazador", sobre um navio pirata capitaneado por uma nobre espanhola que se torna pirata em busca de vingança.

Já faz muito tempo que uma editora grande não publica histórias de piratas em quadrinhos. A antecipação para esse título está bem grande, e pelos rumores que rolam por aí, vai ser bem legal mesmo. Segundo consta, a revista vai ser baseada em realidade histórica, não em histórias de fantasia, e deve retratar a coisa de uma maneira bem brutal mesmo.

Eu, como sou mais esperto, tinha reservado meu exemplar já faz uns meses atrás. Arrrrrrr!

July 22, 2003

Status das remessas de livros

Uma palavra sobre como anda a minha distribuição de livros seria legal, não?

Andei meio distraído e acabei deixando isso em segundo plano... desculpe gente.

O restante dos livros a serem remetidos para o Brasil estão numa caixa já, lá na minha sala. Vou colocar no correio talvez neste final de semana ainda. Preciso só decidir para quem vou mandar (essa pessoa teria que se encarregar da redistribuição).

Enquanto isso, a idéia está se espalhando. O Rique me apontou para o blog do Léo, que resolveu fazer a mesma coisa após ver os posts que o Rique colocou no Sagan Station.

Vamos ver até onde a coisa vai. :-)

July 14, 2003

Livros "de grátis"? Oba!

Acabei de ler o livro "Mother of Demons", de Eric Flint, disponível gratuitamente na seção "Free Library" do site da Editora Baen. Você pode fazer o download em alguns formatos diferentes ou ler online mesmo.

Bastante interessante... é sobre um planeta onde a raça dominante evoluiu de organismos similares aos nossos moluscos. Até que um dia os "demônios" chegam do céu para bagunçar as coisas.

Sendo legal e grátis, é difícil não recomendar. A Baen tem um monte de livros de ficção e fantasia disponíveis gratuitamente para download. Dêem uma olhada.

July 6, 2003

Passeio pelo sebo

Fomos ao sebo hoje para eu dar uma "reabastecida" na estante de livros.

Comprei os seguintes livros:

"The Cave" (José Saramago)
"Lives of the Monster Dogs" (Kirsten Bakis)
"Samurai William" (Giles Milton)
"Jumper" (Steven Gould)
"Down and Out in the Magic Kingdom" (Cory Doctorow)

Também comprei "The Secret Garden" (Frances H. Burnett) para a Lydia, de presente de aniversário.

Desses todos, só conheço o do Cory Doctorow (que escreve no Boingboing) e o que dei para a Lydia. O resto foi pego meio no chute, baseado no autor ou no resumo na capa de trás. Vamos ver se dei sorte e peguei alguma coisa boa. :-)

June 30, 2003

Recebi um livro!

Uh-uh! Ganhei um livro da Maria... obrigado! :-)

O livro é este aqui, ó:

June 17, 2003

Para o alto, e avante!

A segunda remessa de livros está à caminho da casa da Cintia. Ela vai levá-los para o Brasil, onde tentará encontrar o Rique.

Através do Rique, os livros serão redistribuídos para o resto do pessoal.

Infelizmente, o espaço que a Cintia tinha disponível era limitado, então mandei só parte dos livros. O resto vai seguir depois, esperem mais um pouco.

June 12, 2003

Táticas maquiavélicas de marketing

Vocês sabem que eu leio quadrinhos, não?

Resolvi seguir a recomendação de um dos meus autores preferidos, o Warren Ellis, e peguei um exemplar da revista "Previews" na última vez que passei na loja de quadrinhos onde compro minhas coisas.

A "Previews" é um calhamaço de 500+ páginas listando basicamente tudo o que vai ser lançado em matéria de quadrinhos e itens relacionados (como estátuas, miniaturas, "collectibles", etc). Sai com 2 meses de antecedência, para você poder fazer as reservas do que quer através da loja, ou através do formulário que eles fornecem.

Segundo o Warren Ellis, consultar essa lista é o melhor jeito de você ficar sabendo o que vai sair, especialmente as revistas mais alternativas (que são a maioria do que leio), garantir que a loja compre os exemplares para você e garantir que a obra em questão seja distribuída e atraia o interesse dos lojistas.

Pois bem... descobri essa "Previews" é um esquema diabólico para acabar com o meu dinheiro. Tem tanta coisa interessante que se eu for pedir tudo o que eu quero, vou à falência e a Lydia me divorcia.

Será que se eu comprar todas essas revistas e brinquedos, mas dar isto aqui de presente para ela, a Lydia me perdoa? ;-)

June 9, 2003

Primeira remessa

A primeira remessa de livros, com destino ao pessoal daqui dos EUA e da Europa, já está à caminho. Coloquei no correio hoje.

Ainda estou pensando em como vou fazer com o caixote de livros que tenho que mandar para o Brasil... mas não se preocupem, logo eu mando.

June 5, 2003

Sobre os livros

Só um aviso rápido: ainda não comecei a mandar os livros, mas não se preocupem, não me esqueci não. :-)

May 23, 2003

Ainda sobre os livros

Acho que a maior parte dos pedidos de livros já foram feitos. Vou começar entrar em contato com vocês e iniciar as remessas em breve.

Pessoal do Brasil, eu vou ver o tamanho do pacote de livros que vai para vocês, aí a gente vê sobre a postagem. Depende também se vocês vão ou não me mandar alguma coisa, então o custo final pode variar.

Quero lembrá-los que eu gostaria de ver os livros circulando por aí. Leiam e passem para a frente, por favor.

Aos que querem me mandar livros em troca, muito obrigado. Como eu disse, não era condição necessária para receber livros de mim mas mesmo assim eu aceito as doações com prazer. Seus livros serão lidos e depois recirculados por aqui.

Ainda não me decidi se vou usar o Book Crossing ou se vou fazer a coisa independente mesmo. Não preciso ficar recebendo crédito por isso, mas por outro lado é interessante acompanhar a trajetória dos livros que você "liberta" por aí. Vamos ver.

May 22, 2003

Esclarecimento

Gente, não se preocupem se vocês não tiverem nada para me mandar em troca pelos meus livros.

A iniciativa foi minha. Vou mandar os livros para quem pedir, quer eles me mandem outros em troca ou não. A única coisa que eu posso pedir é uma contribuição para os custos de remessa, se for ficar muito caro (por exemplo, se eu tiver que mandar vários livros muito pesados para o Brasil).

Mas entendam, a compensação não é necessária. Estou fazendo isso pelo simples prazer de passar para a frente algo que me deu satisfação em ler, e que pode vir a dar a mesma satisfação para muita gente.

Eu poderia ter me cadastrado no Book Crossing, por exemplo, e simplesmente ter largado meus livros pelos bancos de praça da vida (provavelmente é o que vou fazer com os que ninguém pedir). Mas preferi mandá-los pelo mundo com destino certo para pessoas que se interessariam por eles se possível antes de abandoná-los à propria sorte.

Portanto, peçam os livros que quiserem. Não se preocupem em me dar nada em troca. Vocês sempre podem me mandar algum livro no futuro, pois isso não termina aqui.

Afinal, eu pretendo daqui para a frente continuar a repassar meus livros para outras pessoas depois de lê-los... quem sabe eu lanço uma moda?

May 21, 2003

Alforria de livros

ATENÇÃO! Para quem está chegando agora, eu não estou mais distribuindo livros. Mandei os livros que foram pedidos na lista baixo, mas vai ser só por enquanto. Sai muito caro mandar livros pelo mundo.

------

Vamos lá, aqui vai a relação dos livros que vou libertar... mas primeiro, as regras.

Primeiro: vou doar os livros para quem pedir. Não interessa se você é "freguês assíduo" do meu blog ou se esta é a primeira vez que você veio aqui. É só pedir.

Vou atender aos pedidos na medida em que eles forem chegando por e-mail. Mandem os e-mail para o endereço voivoed@hotmail.com, identificando na linha de assunto que é sobre os livros. Recebo muito lixo nesse endereço, não quero perder nenhuma mensagem.

Também vou fazer uma distribuição quantitativa entre o pessoal que pedir livros. Ou seja, não adianta pedir todos os livros da lista, porque você não vai receber... ;-)

Para o pessoal que mora aqui nos EUA eu mando sem problemas porque a postagem é baratinha. Para o pessoal em outros países... aí vai depender. Até um ou dois livros por pessoa eu mando sem problemas, mas para quantidades maiores eu vou precisar de uma ajudinha, senão sai muito caro. A excessão é para quem me mandar livros em troca, aí tudo bem.

Estarei aceitando doações de livros também... afinal de contas, estou esvaziando a minha biblioteca e vou precisar de algo para ler nas minhas noites frias e solitárias (bom, talvez não tão solitárias assim, mas soava mais legal).

Agora a regra mais importante: terminou de ler, liberte o livro novamente. Passe para um amigo ou desconhecido, deixe o livro em algum lugar com um Post-It na capa dizendo "Grátis, pode levar"... seja criativo.

Lembre-se: livros só são felizes quando são lidos. Senão eles perdem o sentido das vidinhas deles.

Agora os livros... clique no link abaixo para ver a relação.

P.S. A Lydia está reclamando que não tem nada para ela nessa negociata toda, e que eu vou gastar o nosso dinheiro para mandar livros mas vou receber livros de volta para mim. Então lembrem-se dela também, hein? Depois não quero ficar ouvindo. ;-)

Continue reading "Alforria de livros" »

Quem quer livro?

Inspirado por um post no blog do Rique, eu tomei uma decisão. Vou doar boa parte dos meus livros.

Não tem sentido eu ficar segurando os livros na minha estante, onde eles não serão mais lidos. Melhor que eles sejam soltos pelo mundo, onde outras pessoas vão poder aproveitá-los também.

Começo a campanha aqui pelo meu blog. Alguém quer? A maior parte dos meus livros é sobre horror e sci-fi. Eu embrulho e mando pelo correio, sem problemas.

Só peço que, depois de os lerem, vocês os passem para a frente também. Dêem para algum amigo, doem para a biblioteca, deixem num banco na praça com um bilhetinho em cima dizendo "Free, take me home" ou algo do gênero.

Na mesma nota, também aceito doações de livros... já que vou me livrar dos meus, precisarei de outros livros para ler.

E aí, alguém se interessa? Mais tarde eu adicionarei neste mesmo post Postarei a lista dos livros disponíveis, com algumas regras de como a coisa vai funcionar, alguma hora entre hoje de noite e amanhã de manhã... voltem para conferir.

May 2, 2003

Amanhã é dia de quadrinhos de graça!

Já trouxe meu saco de dormir, assim posso acampar na frente da porta da loja de quadrinhos para esperar eles abrirem amanhã.

Sim, porque amanhã aqui nos EUA é o "Free Comic Book Day", quando a indústria de quadrinhos distribui toneladas de revistas gratuitamente. Basta você ir a uma loja de quadrinhos e pedir.

É bom esclarecer: não é para chegar na loja, pegar uma revista qualquer da prateleira e sair com ela debaixo do braço. As lojas receberam remessas especiais de quadrinhos para serem distribuídos. Alguns são edições especiais para amanhã, outros são edições já publicadas que as editoras tinham em estoque.

Tem quadrinhos para todo tipo de gosto e faixa etária. Pessoal que mora aqui nos EUA, se você lia quadrinhos e parou, aproveite para pegar uns de graça para ver se não quer voltar a lê-los. Se nunca leu, quem sabe não começa? Tem muita coisa interessante e a maior parte dos quadrinhos atualmente não é coisa de criança.

Aliás, mesmo se vocês não se interessarem, ainda assim dêem uma passada na sua loja de quadrinhos local e peguem o que eles estiverem distribuindo (cada loja recebe coisas diferentes). Daí vocês colocam as revistas no correio e mandam para mim. Que tal? ;-)

April 17, 2003

Estupidez humana

Terminei ontem à noite de ler "Safe Area Gorazde", uma narrativa jornalística sobre a guerra na Bósnia em formato de quadrinhos.

Não é o tipo de assunto sobre o qual eu costumo ler, mas ouvi tantas opiniões boas sobre esse livro que decidi comprá-lo. Além do mais, é sempre bom se informar sobre o que rola (ou no caso, rolou recentemente) pelo mundo.

Após terminar o livro, a única conclusão possível é que guerra tem que ser uma das coisas mais absolutamente estúpidas que existem. Não que eu já não achasse isso antes, mas conflitos como o da Bósnia e as guerras mais recentes só servem para acentuar ainda mais essa estupidez.

Sinceramente eu prefiro muito mais falar sobre os esquilos roubando bulbos do meu jardim, mas às vezes não dá para ficar sem comentar certas coisas... :-(