Fazendo Arte

Tatuagem, parte 1

1

E finalmente decidi fazer algo que sempre esteve na minha lista de coisas a fazer: ser tatuado. Demorou para eu me decidir o que queria, mas como aparentemente todo vegano tem que ter tatuagens, eu e a Lydia decidimos pensar seriamente no assunto e fazer as nossas. 😛

E falando em veganos, isso era outro problema: nem todas as tintas são veganas, muitas delas contém produtos animais. Fizemos umas pesquisas e conversamos com o povo em dois estúdios aqui da nossa região, e felizmente a tatuadora que escolhemos para fazer nossas tatuagens usa uma marca de tinta que é vegana: Eternal Ink (aparentemente cada tatuador tem suas preferências e não troca de marca de tinta por causa de um cliente).

O estúdio de tatuagem se chama “Sink The Ink” e a tatuadora é a Rachel. O portfolio online dela não mostra muita coisa, mas nós vimos tatuagens que ela fez em clientes quando fomos ao estúdio e gostamos bastante do traço dela.

A tatuadora tirou um “molde” do meu braço numa folha de papel, eu expliquei a minha idéia do desenho, forneci umas imagens como referência de estilo, marquei a data para a primeira sessão (que foi na quinta-feira, antes de ontem) e pronto. Na quarta-feira a tatuadora me ligou para dizer que o rascunho estava pronto, então eu fui até o estúdio dar uma olhada e fazer correções se necessário. Isto foi o que ela tinha feito, conforme o meu pedido: água na parte de cima do braço, com tentáculos saindo e se enrolando pelo braço.

Rascunho original da tatuagem.

Fiquei bem contente com o desenho dela. No rascunho ficou faltando o oitavo tentáculo, que ela ia desenhar na hora, no meu braço, para fechar a tatuagem ao redor do braço. Tudo pronto para o dia seguinte.

O primeiro passo para uma tatuagem grande assim é desenhar os contornos, e foi isso o que ela fez antes de ontem. Depois que sarar (pois a tatuagem é uma ferida gigante), eu tenho pelo menos mais duas sessões para o preenchimento com cor e adição de detalhes. Infelizmente por questões de agenda, só pude marcar a próxima sessão para o final de junho, então vai demorar um pouco para eu escrever as outras partes deste post.

Primeira etapa completa: o traço. Depois vem as cores e detalhes.

Em tempo: a Lydia não tinha se decidido o que queria quando eu marquei a minha sessão, mas agora já sabe e tirou o molde do braço na quinta-feira, para a tatuadora poder começar a desenhar a tatuagem. Mais detalhes em breve.

Isto sim é programa cultural!

2

Recebemos ontem um panfleto do Mercer Museum sobre um programa cultural que eles estão fazendo sobre a sexualidade na Era Vitoriana. :-)

Se fizessem mais destes, garanto que mais gente iria ao museu.

Na verdade o panfleto é para a segunda e terceira parte do programa, a primeira foi em setembro do ano passado, teve até um espetáculo burlesco ao vivo. Nós fomos assistir e colocamos o nosso nome na lista para eles avisarem quando fizessem mais programas assim.

Quem disse que ir ao museu é chato? 😉

E para o nosso próximo projeto…

2

Invenção do ano!

…compramos um novo tipo de mostrador de imagens que é totalmente customizável.

Segundo o vendedor, você pode modificá-lo para exibir a foto, pintura ou imagem que quiser. A sua imaginação é o limite!

Cada coisa legal que inventam hoje em dia… o que vem em seguida, aparelhos que deixam pessoas conversarem à distância?

O primeiro Munny a gente nunca esquece

5

Dei um Munny de presente de Natal para a Lydia. Para quem não conhece, são uns bonecos “em branco”, feitos para você modificar, pintar, desenhar em cima, etc, e criar um boneco único. Eles vem em montes de variações e tamanhos, eu comprei o Munny branco de 4″ de altura.

Aproveitei que ela viajou à serviço na semana passada e passei a semana toda rachando para modificar e pintar a bonequinha. O resultado final foi este aqui:

Igualzinha à dona.

Eu documentei o processo todo… se quiser ver, basta continuar lendo.

(more…)

Design premiado, agora online

3

Lembram daquele prêmio que a Lydia ganhou? Eu tinha colocado um link para um PDF com a página da revista, mas agora ela está online. Cliquem aqui para ver, é o item número 2.

Award-winning designer, FTW!

4

A Lydia ganhou um award da revista “How“, uma das grandes revistas de design gráfico aqui dos EUA. Além disso, o design dela foi publicado na revista. Eles dão mais awards do que o espaço permite publicar, então escolhem os que mais gostam de cada categoria para colocar na revista. O dela foi o segundo colocado na categoria “Health Care”.

O artigo onde eles mostram os ganhadores não está online, mas aqui está um PDF contendo a capa da revista e a página onde o design dela está. A foto não faz juz à coisa verdadeira, a caixa tem montes de nove-horas, tipo relevos e gráficos em um verniz transparente que não aparecem na foto. Mas vocês podem ver mais detalhes do produto, inclusive fotos das cápsulas e da caixa no site do produto… que fomos nós que fizemos, também. 😛

Fazendo barulho

0

Depois de, sei lá, quase uns 25 anos, vou finalmente estudar bateria… começo a fazer aula na terça-feira. Eu aprendi um pouco quando era moleque e sempre gostei, mas nunca fiz aulas para aprender direito.

Eu sei, eu sei… mais uma coisa diferente. Sou mesmo um biscateiro, o cara que sabe fazer um pouquinho de cada coisa mas não é perito em nenhuma. 😛

Tenho alguns amigos que tocam instrumentos e até compõe música, que sabiam que eu toquei um pouco de bateria na minha juventude (hehehe), e que vêm falando para eu retomar para tocar com eles. Então passei na frente do estúdio esta semana e fiz a matrícula. Vamos ver no que dá.

Terminaram as aulas

4

Por enquanto, pelo menos… o próximo semestre começa no final do mês.

Estive tão ocupado com as aulas de joalheria que não tem dado tempo de fazer quase nada, mal tenho jogado World of Warcraft… este curso foi compactado, então tinha aulas de terça e quinta das 18:00 às 23:00 e laboratório na segunda e quarta, para a gente trabalhar nos projetos. Mesmo assim, acabei a última coisa que tinha que fazer ontem mesmo, durante a última aula, enquanto a professora dava nota para os projetos dos outros alunos.

Ela gostou muito das minhas coisas, mas não sei que nota ela me deu porque não estou fazendo as aulas para contar crédito. Mas acho que teria tirado nota boa, ela elogiou muito minhas coisas e a qualidade do meu trabalho. Eu não sei dizer se estão tão boas ou não, para mim as coisas que eu faço nunca ficam boas, sempre tem alguma falha. :-)

Fiz um pingente, uma corrente para pendurá-lo, um par de brincos e uma pulseira, todos com o mesmo motivo para combinar. Depois eu tiro fotos da Lydia usando as jóias, mas por enquanto aqui está uma foto da pulseira. Não sei se dá para perceber direito na foto, mas a pulseira é fosca e as folhinhas dos lados da pedra são bem polidas e brilhantes.

http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2930/pulseira-thumb.jpg

Guirlandas

10

Este post está um pouco atrasado, mas como só tiramos as fotos ontem… vai com atraso mesmo.

A Lydia este ano resolveu fazer guirlandas para colocar pela casa. Ela já tinha feito algumas nos anos passados, mas este ano quis fazer algo mais legal então refez as guirlandas antigas. Os resultados estão abaixo.

http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2824/wreath1-thumb.jpg http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2824/wreath2-thumb.jpg http://diario.liquidoxide.com/archives/images/2824/wreath3-thumb.jpg

Gostei particularmente da do meio… que foi sugestão minha! 😛

Desenhando a Batgirl

2

batgirl.jpgAparentemente, hoje é dia de desenhar a Batgirl no LiveJournal. Milhares de usuários já postaram as versões deles. Eu e a Lydia já estamos aqui faz mais ou menos uma hora olhando…

A lista completa está aqui. Tem muitos desenhos excelentes lá (e montes de tranqueiras também, claro).

Como não sou usuário do LiveJournal e já está tarde, não vou participar… mas achei interessante e decidi postar para vocês verem. 😉

Go to Top