Trampo

Design premiado, agora online

3

Lembram daquele prêmio que a Lydia ganhou? Eu tinha colocado um link para um PDF com a página da revista, mas agora ela está online. Cliquem aqui para ver, é o item número 2.

Isso é que é dedicação!

0

É sábado, lá fora está fazendo 3 °F (-16 °C) e eu estou saindo para trabalhar… WTF?!?

Award-winning designer, FTW!

4

A Lydia ganhou um award da revista “How“, uma das grandes revistas de design gráfico aqui dos EUA. Além disso, o design dela foi publicado na revista. Eles dão mais awards do que o espaço permite publicar, então escolhem os que mais gostam de cada categoria para colocar na revista. O dela foi o segundo colocado na categoria “Health Care”.

O artigo onde eles mostram os ganhadores não está online, mas aqui está um PDF contendo a capa da revista e a página onde o design dela está. A foto não faz juz à coisa verdadeira, a caixa tem montes de nove-horas, tipo relevos e gráficos em um verniz transparente que não aparecem na foto. Mas vocês podem ver mais detalhes do produto, inclusive fotos das cápsulas e da caixa no site do produto… que fomos nós que fizemos, também. 😛

Cartão de natal ateu!

2

Estava procurando cartões de natal para mandar para as pessoas (incluindo alguns dos meus clientes), mas não queria nada que tivesse jezuz, deus, natal ou coisa parecida neles. Fácil, né?

Mas eis que achei um assim: do lado de fora é só um floco de neve, com a inscrição “Let it snow”. Do lado de dentro, o que é o mais complicado, a frase é “May your holiday season be happy and bright”.

Perfeito! Basta mudar uma letra para maiúscula… “bright” fica “Bright” e pronto! Um cartão de natal ateu! :-)

Já fui e já voltei

1

Passei os últimos dias em Charleston, South Carolina, onde fica a empresa onde a Lydia trabalha (lembram?). Fui com ela desta vez porque eles iam fazer a festa de fim de ano da empresa. Fomos na quarta-feira de manhã e voltamos ontem à noite.

Desta vez nem passeei pela cidade nem fiz nada interessante a não ser trabalhar… fiquei no quarto do hotel a maior parte do tempo, trabalhando em um website que estamos montando para uma empresa lá em SC.

A festa foi bacana, eles fizeram um “Amigo Ladrão” onde todo mundo se divertiu. Eu acabei me dando bem, porque no final acabei com 3 presentes… a Lydia trocou o que ela ganhou e que não gostou por uma camiseta do Piggly Wiggly (uma rede de supermercados locais) para mim, eu fiquei com o meu presente (um vale-presente de um restaurante dali de Charleston, que usamos no dia seguinte) e um vendedor da empresa me deu o presente dele, um teclado flexível, que disse que não iria usar (esse vai ser usado com o nosso PS3). I made out like a bandit, como eles dizem por aqui. :-)

E foi só isso, não fizemos basicamente nada mais de interessante a não ser trabalhar.

Programa grátis

4

Finalmente decidi fazer uma contribuição para o bem comum da humanidade. 😛

O meu amigo Pete dirigiu uma peça de teatro no mês passado, sobre Napoleão Bonaparte, para apresentar para uma sociedade histórica daqui da região. Ele aproveitou que ia ter todo o trabalho para organizar tudo, e fez 2 finais de semana de shows adicionais num teatro que arrumou. Ele estava arrancando os cabelos porque não tinha muita ajuda na organização, então eu decidi ajudá-lo escrevendo um programa para controlar os efeitos sonoros da peça – música, sons de batalha, etc.

Escrevi o programa, emprestei meu laptop para ele, ele usou e ajudou para caramba. Então decidi dar um tapa no programa, adicionar mais umas coisinhas e liberar para quem quiser usar, gratuitamente.

Terminei hoje de fazer tudo o que queria fazer e montei um website para o programa, neste link aqui. Ainda estou trabalhando no site, tenho que escrever uma seção de Help decente. Mas pelo menos já está lá, disponível.

Pretendo adicionar mais umas coisinhas ao programa, conforme o tempo for permitindo. Se vocês tiverem críticas ou reclamações, lembrem-se antes: é um programa de graça. Pelo preço que as pessoas vão pagar, acho que está bem bom… mas claro, se houverem problemas de operação, me avisem que eu tento arrumar.  :-)

E tome isto!

4

Este aqui abaixo, em Paintbrush-O-Vision*, sou eu, tomando um coice na cara hoje:

coice.jpg

Felizmente eu sou muito resistente e provavelmente doeu mais na pata do cavalo do que em mim. Ou seria o contrário? Minha cabeça não está funcionando direito. 😛

* Meu computador está lá no quarto, isolado, porque os tiozinhos passaram cascolac no chão e não podemos ir até lá até amanhã à noite. Como aqui no laptop não tem Illustrator/Photoshop, tive que usar Paintbrush mesmo.

Isso é que é talento

0

Preciso até de dois monitores para construir os websites, um só não é suficiente para conter o poder… 😛

monitores.jpg

Brincadeiras à parte, temos tido um fluxo constante de trabalho (através da empresa de design gráfico da Lydia), então eu acabei reservando as segundas-feiras para ficar em casa e trabalhar com isso ao invés de sair para ferrar cavalos. E também uso os outros dias de folga (acontece às vezes, por causa de cancelamentos pelos clientes) e as noites para mexer com isso, conforme a necessidade.

Abundância

4

Nesta época do ano (agora aqui nos EUA é verão) a gente quase não compra nada de verduras ou legumes no supermercado.

Normalmente temos algumas variedades de tomates, pepinos, abobrinhas e vagens na geladeira, mas dependendo da semana aparecem beterrabas, melancias, melões, abóboras, milho e mais algumas verduras que não sei como se chamam em português. Além disso, daqui umas semanas as maças das nossas árvores vão estar prontas para serem colhidas.

Isso tudo vem da nossa horta e também de presentes que recebo quando estou por aqui trabalhando. Volta e meia o pessoal tem horta e então eles me dão algum excesso da produção deles.

É tanta coisa que a gente não consegue dar conta de tanta comida. Então a Lydia faz montes e montes de molho de tomate, a gente faz lasanhas vegetarianas, abobrinhas rechadas ou à parmesana, recheio de torta de maça, etc, congela tudo, e vai comendo durante o inverno e primavera.

Daí começa tudo de novo. :-)

Em Charleston

5

Estamos em Charleston, South Carolina, onde fica a empresa onde a Lydia trabalha. Ela vem para cá a cada um ou dois meses, e desta vez eu vim com ela. Ela vai ficar trabalhando e eu vou ficar passeando. Mais ou menos. Tenho uns serviços de website para fazer, e vou fazer umas coisas para a empresa dela também.

A cidade é bem legal, pelo menos esta parte aqui onde estamos ficando, chamada “French Quarter”, neste hotel.

Vamos aproveitar para ir visitar a Bewitched, que agora mora aqui perto, e voltamos para casa no domingo.

Go to Top